quarta-feira, 24 de dezembro de 2014

Vivere Senza Paura Della Morte


Nós nos conhecemos há muito tempo atrás, muito antes do tempo virar tempo. 

Nós nos amamos há muito tempo atrás, muito antes do amor virar amor. 

Nós existimos muito antes de existirmos. 

Nós nunca realmente nos tocamos, pois desde que o eterno é eterno, já nos eternizamos. 

De uma forma ou de outra, sempre estivemos juntos, mesmo que na dança poética da vida tudo tenha se escorregado.

Em você estou, em mim você está.

Não há separação, não há conflitos, apenas medo de se eternizar.

Não é viver depois da morte: é viver sem temer a morte.

Saudades, saudades...saudades do futuro.