domingo, 18 de agosto de 2013

Incendio inevitabile

O amor é magnífico e pleno, mas o amor também pode ser veneno se não for bem ingerido e digerido.

 O amor, em grande escala, pode nos proporcionar sentimentos de altas dimensões, mas o amor visto e recebido por cegas, falsas e leigas intenções pode causar completa destruição, física e psíquica. O amor pode virar necessidade de posse!

O amor é o "produto" mais "disputado" no "mercado", mas que infelizmente ainda possui preço e  está dentro da embalagem (que inclusive  já passou do seu prazo de validade).

 Sua capacidade em expressar amor pode ser magnífica, mas as pessoas que recebem-nas devem estar preparadas para não sofrerem tais confusas e inevitáveis turbulências – diga-se de passagem, necessárias. 

O amor expressado com sinceridade, trás reflexões de todos os lados, em todos que o recebem, mas também, dependendo da compreensão e de como cada um encara as circunstâncias, pode virar uma verdadeira bomba.

O amor é a solução, mas o amor também é o problema quando não se sabe disseminar as intensões, muito menos a quem expressamos. 

Agir com amor é uma revolução! Amar é uma revolução!

Diante de minha leiga compreensão, o amor é a base de todas as minhas conclusões. 

Tento, em minha visível ignorância, expressá-lo serenamente para que todos tomem-no com sutilidade e assim transformem-no em vida; transformem-no em amor, para onde quer que direcionem-no; sejam amor!

O amor é fogo, mas exige condições para se alastrar.