sábado, 25 de julho de 2015

Energia

(Arte: Alex Grey)

Há uma energia, inquieta e intensa
Que subitamente afirma minha presença
Diante da minha e da sua inocência

Há uma energia, inquieta e intensa
Oscilando obscuramente em permanência
Dando-nos vida, mistério e eloquência

Há uma energia, inquieta e intensa
Dizendo para que todo seu ser se conheça
Através de si mesmo e da vida extensa

Há uma energia, inquieta e intensa
Sem tempo, sem licença
Dizendo "consciência"

Há uma energia, inquieta e intensa
Afirmando a minha e a sua existência
Mesmo diante de toda essa tendência

Há uma energia, inquieta e intensa
Respire fundo, não se estremeça
Não há final, não há sentença
Apenas energia, inquieta e intensa