sábado, 25 de julho de 2015

Flutuando

(Arte: Alex Simpson)


Tentamos incansavelmente
Nos tornarmos parte do presente
Embora muitos a de se trancarem
E ansiarem
Nesse delirante viver
Num passado ou num futuro imperial
Não exito em dizer
Você nasceu pra viver
Pra desmistificar
Para explorar
O desconhecido além do mar
Pra estudar a si mesmo
E ser do jeito que é
Sem mais nem menos
Naturalmente
Gradualmente
Sem forçar a alma
Presenciando está aula
Que é estar sem falar
Sem pedir
Sem exigir
Sem impor
Sem implorar
Ou padronizar
Simplesmente permanecer
Sem medo de adoecer
E do inevitável acontecer
E assim vai sendo
Você aprendendo
A ser o que é
Obscuro e singular
Consciente e vulgar
Desconhecido em si mesmo
Flutuando em qualquer lugar