quinta-feira, 10 de julho de 2014

Essere Pazzo


Não há felicidade maior do que ser um louco.

Uns acreditam que a loucura está em se dopar de altas doses de substâncias que alteram nosso estado natural de lucidez, mas no meu ponto de vista a maior loucura está em você agir com fidelidade ao que você sente e deseja no fundo do seu coração. Loucura é elevar os seus desejos, quebrando a barreira do medo.

A loucura, vista dos julgadores e moralistas - que ainda vivem dentro da casca do ovo (Ego) - é uma postura intolerável, inadmissível, perturbadora e juvenil. Justa é a condenação daqueles que em excesso e embriagues da loucura causam prejuízos a própria integridade física e moral, e também na do outro.

Em suma, que continuemos a perturbar quem nunca se deu ao luxo de flutuar nas nuvens da insanidade.