quarta-feira, 24 de dezembro de 2014

Nuda Vita


Não importa pra que canto do mundo você vá, nem a distância. Não importa com quem você esteja. Não importa qual seja a sua condição financeira. Não importa o quão belo você seja. Não importa o quão as pessoas em sua volta sejam boas. Se você não souber ver a vida como ela realmente é, tudo será sempre muito estranho e sem sentido.

A primeira busca deve ser feita dentro de nós. O primeiro olhar deve ser colocado para nós mesmos. Devemos, inicialmente, nos apaixonarmos por nós mesmos, e se tudo correr bem, nos apaixonemos pela vida e pelo mundo, como a vida é e como o mundo é: nu e cru.

Fiquemos nus: sem mistificações, sem peças de teatro.